Posts Marcados Com: Mutilação genital

Drops S/A: o drama da mutilação genital feminina

______________________

O dia 06 de fevereiro é marcado pela ONU como o Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital.
_____________

Nesse Drops S/A falaremos sobre um assunto que já foi abordado no blog como podem ver na matéria ‘Inspiração Somali‘, mas devido ao Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital iremos lembrá-los sobre essa injustiça que destrói vidas de milhões de mulheres há anos, principalmente em países da África e do Oriente Médio.

Para quem não sabe o que é a mutilação feminina, trata-se de uma prática cultural consistente em amputar o clitóris das mulheres ainda crianças, para que não possam sentir prazer durante suas relações sexuais. Infelizmente por se tratar de uma atitude cultural, muitos familiares e até mesmo mulheres, acreditam que se não houver a circuncisão elas não conseguirão arranjar um marido, pois esse doloroso processo demonstra que se é “pura”. Também usam como explicação que, uma mulher que não se submete a mutilação não “será capaz de dar à luz, ou que o contato com o clitóris é fatal ao bebê, e ainda, que melhora a fertilidade da mulher”. Infelizmente é assim que muitos pensam até hoje.

Mulheres de família somali - Fatma (a esquerda), Lu (filha de Fatma ao meio) e Samira (neta de Fatma direita). Fatma e Lu foram submetidas a circuncisão feminina, já Samira nascida no Reino Unido não passou pela multilação. (Imagem: BBC Brasil)

Mulheres de família somali – Fatma (a esquerda), Lu (filha de Fatma ao meio) e Samira (neta de Fatma a direita). Fatma e Lu foram submetidas a circuncisão feminina, já Samira nascida no Reino Unido, não passou pela mutilação. (Imagem: BBC Brasil)

Estima-se que cerca de 129 milhões de mulheres sofrem diariamente por terem passado por esse processo de circuncisão. Além de não sentirem prazer pela prática sexual, elas sofrem com graves dores e não conseguem manter seus órgãos genitais limpos, o que gera em infecções e podem levá-las à morte.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon afirma que a data é considerada uma oportunidade de colocar um basta nessa prática sócio-cultural, que tira de milhões de mulheres o direito de viverem felizes e saudáveis.

Os países marcados em vermelho são os principais locais onde ainda se é feita a mutilação feminina. (Imagem: Wikipédia)

Os países marcados de vermelho são os principais locais onde ainda se é feita a mutilação feminina. (Imagem: Wikipédia)

Alguns países africanos já adotaram leis contra a prática de circuncisão: Guiné-Bissau, Uganda, Quênia e Etiópia são alguns que não aceitam que as mulheres passem por essa crueldade. Lembrando que nos anos 90, a ex-modelo e ativista somali Waris Dirie deu uma proporção mundial ao assunto, após relatar tudo o que passou na Somália para uma tevê inglesa —, em 2010 foi lançado o filme “Flor do Deserto”, baseado em sua auto-biografia. Para assistir ao filme, basta clicar no vídeo abaixo:

Quer saber mais sobre mutilação genital feminina? Acesse:
ONU Brasil: www.unmultimedia.org 
Revista Exame: www.exame.abril.com.br
BBC: www.bbc.co.uk
 
Categorias: Drops S/A, Uncategorized | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.