Posts Marcados Com: Cinema internacional

Realidade fotográfica – Afeganistão

Professor afegão dá aula para crianças em campo de refugiados localizado em Nangarhar, Jalalabad.

Professor afegão dá aula para crianças em campo de refugiados localizado na província de Nangarhar, em Jalalabad (Foto: People)

Categorias: Afeganistão, Foto do dia | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Retorno com esperança afegã

Oh meu Deus… 
Dá-me felicidade nesta terra 
na esperança da Ressurreição.”  
Trecho do poema ‘Elahi, Elahi’ do poeta afegão, Khawaja Abdullah Ansari (1005-1090).
 

Apesar do S/A Repassado estar parado há alguns meses, o desejo de manter esse projeto é imenso e por isso continuaremos. 

Para quem conhece o nosso trabalho sabe que a motivação vem do encantamento por culturas ao redor do mundo, de um modo especial sobre os mais omitidos. Por isso, realizar esse retorno falando de um país como o Afeganistão é prazeroso e incentivador. São muitos anos, muitas histórias, reinos, verdades e inverdades, mas o que mais encanta nesse país é a luta pela resistência cultural. Partindo desse princípio, esqueçam as guerras e tristezas que os rodeiam, vamos sim falar da situação atual, mas resgatar o encanto do Afeganistão e dos afegãos.

Com certeza a nossa foto de capa não passou desapercebida por você, e há uma curiosidade muito típica nessa imagem, além dos reluzentes olhos claros, a flor que o garoto afegão segura. Sim, no Afeganistão, apesar da aridez do solo, fora da cordilheira de Hindu Kush, é possível encontrar as mais belas flores do mundo. E ao contrário de outros países, as lindas flores não ficam em campos distantes ou em altas colinas, elas podem ser encontradas nos quintais e praças afegãs. O povo afegão é muito apaixonado por flores, por isso não se assuste se um dia ao visitar o país você receber de presente uma linda flor de papoula. Sim, a temida flor que produz o ópio, mas vamos deixar esse assunto para outra postagem.

Veja algumas imagens dos afegãos e suas flores:

Garoto afegão carrega saco com rosas damascenas para produção de fragrâncias.

Garoto afegão carrega saco com rosas damascenas para produção de fragrâncias.

O cultivo de flores selvagens no Afeganistão é um grande impacto positivo na economia local. Uma prática que é passada de geração a geração e que dura milhares de anos. Hoje, centenas de empresas de porte mundiais pagam muitos euros por um litro de óleo de rosas afegãs.

Campo de papoulas em Khogyani, no distrito de Jalalabad, leste de Cabul. (Foto: Rahmat Gul/AP)

Campo de papoulas em Khogyani, no distrito de Jalalabad, leste de Cabul. (Foto: Rahmat Gul/AP)

Guarda afegão carrega uma flor junto com sua arma no distrito de Maiwand, na província de Kandahar. (Foto: Baz Ratner /Reuters)

Guarda afegão carrega uma flor junto com sua arma no distrito de Maiwand, na província de Kandahar. (Foto: Baz Ratner /Reuters)

Garoto usa um punhado de flores selvagens atrás da orelha, na província de Kunar, durante cerimônia fúnebre. (Foto: James Lee)

Garoto usa um punhado de flores selvagens atrás da orelha, na província de Kunar, durante cerimônia fúnebre. (Foto: James Lee)

Homens colhem flores de papoula em Jalalabad, no leste do Afeganistão.

Homens colhem flores de papoula em Jalalabad, no leste do Afeganistão.

Quer dar a sua opinião sobre essa postagem?
Então escreva o que quiser no espaço logo abaixo, será um prazer ler o seu comentário!

Categorias: Afeganistão | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Foto do dia – ÁFRICA DO SUL

blackwhitekids4

Crianças sul africanas em creche de Joanesburgo. (Foto: Google)

Categorias: Foto do dia | Tags: , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cinema S/A – África do Sul

No novo formato editorial, o S/A também indicará filmes (caso existam) dos países trabalhados. E como nessa semana estamos falando de África do Sul, separamos boas dicas para aprender um pouco mais da história e cultura do país com uma pequena ajuda da sétima arte.

A maioria dos filmes têm como temas o Apartheid e a história de Nelson Mandela, mas é possível extrair muita coisa da cultura sul africana. Ao todo são 9 produções, entre filmes e documentários, com trailers e downloads para você, leitor do S/A Repassado!

1. Mandela – A Luta  pela Liberdade

Downloadhttp://migre.me/dLDdM

2. Repórteres de Guerra

Downloadhttp://migre.me/dLDHe

3. Borboletas Negras

Downloadhttp://migre.me/dLMI7

4. Um Mestre em Minha Vida

Downloadhttp://migre.me/dLNdn

5. Sombras do Passado (filme completo sem legenda)

6. Invictus

Downloadhttp://migre.me/dLNC3

7. Um Grito de Liberdade

Downloadhttp://migre.me/dLNLw

8. Em Nome da Honra

Downloadhttp://migre.me/dLOd9

9. Em Minha Terra

Downloadhttp://migre.me/dLOSO

Categorias: Cinema S/A | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

África do Sul, uma resistência cultural

Bandeira da República da África do Sul

Na semana que é comemorado o Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial, o S/A Repassado decidiu voltar com os posts diários falando de um país que marcou a história com lutas e superações, a África do Sul.

Um país multiétnico com mais de 50 milhões de habitantes, que tem a oferecer ao mundo lições e conhecimentos. Como no S/A as culturas em suas diferentes formas é o que nos motiva a expor um bom conhecimento para os leitores, vamos apresentar um pouco dessa exótica cultura que nos cativa. A África do Sul possui culturas bem peculiares por se tratar de uma nação com onze línguas faladas, uma democracia constitucional sendo república parlamentar, também conhecida por suas variedades de tribos como por exemplo a Zulu, uma das mais conhecidas do país.

Tribe Zulu

Membros da Tribo Zulu (Foto: Google)

Um povo que possuí fatos históricos que mudou opiniões pelo mundo e fez muita nação repensar sobre seus preconceitos e preceitos. Em 1948, inciou-se o apartheid, que foi um regime de segregação racial feito por um governo que por sua minoria branca quis acabar com os direitos da maioria negra do país. O regime teve em seus longos anos muitas manifestações contra tal seguimento, que em 1994 resultou em eleições multirraciais e mais democráticas, onde o grade líder antiapartheid Nelson Mandela, venceu as eleições presidenciais com o Congresso Nacional Africano.

Mandela-George-Square

Ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela (Foto: LocalNews Glasgow)

Uma curiosidade da África do Sul que atrai pessoas do mundo todo é a grande diversidade musical, que mesmo com todos os estilos, suas tribos e cidades mantém fortes raízes afrodescendentes, além da exótica comida africana, que vai de grilos fritos a crocodilos.

Para o S/A é um prazer falar sobre um país que marcou a história mundial!

Categorias: País da semana | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Filme com Jim Carrey e Rodrigo Santoro

Nesta terça-feira (03/11), tem sessão do filme “I Love You Phillip Morris” na Faap.

santoro

Rodrigo Santoro e Jim Carrey em "I Love You Phillip Morris"

Aos que gostam do trabalho do ator Rodrigo Santoro é uma boa oportunidade para conhecê-lo e participar de um debate com o ator Rodrigo Santoro e os diretores do filme, Glenn Ficarra e John Requa que acontecerá logo depois da sessão.

“I Love You Phillip Morris” conta a história de Steven Russell, interpretado por Jim Carrey, um ex-oficial de polícia e pai de família. Após se envolver em fraudes, o homem é preso e conhece, na cadeia, Phillip Morris –vivido por Ewan McGregor. Quando é solto, Russell tenta encontrar Morris fora da prisão.

Baseado no livro “I Love You Phillip Morris: A True Story of Life, Love, and Prison Breaks”, de Steve McVicker, o filme conta ainda com Rodrigo Santoro no elenco.  (Fonte: Folha Online)

ATENÇÃO, os encontros promovidos pela FAAP dão prioridade aos alunos da instituição, mas a própria organização disse que abriram para o público se sobrarem ingresso. Mas quem estiver disposto a assistir o filme e participar do debate com o ator e os diretores, não custa tentar.

Trailer do filme:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

PROGRAMAÇÃO:

FAAP

Endereço: Rua Alagoas, 903  – Higienópolis / Zona Oeste

Horário: Nesta 3ª às 20h (é aconselhado chegar mais cedo, para tentar ingressos)

Entrada Franca

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , | Deixe um comentário

Moda no Cine

Nesse próxima sexta (30/10 – seis meses depois de estrear na França) chega aos cinemas brasileiros “Coco Antes de Chanel”, filme que retrata a vida da então conhecida e polêmica estilista do século XX.

Na Telona a vida de Coco é relatada os estágios de preparação da estilista pra se tornam o nome de elegância e sofisticação.

Promo do Filme no Brasil com Audrey Tautou

Promo do Filme no Brasil com Audrey Tautou

Para quem pensa que o filme somente interessa aos amantes da moda, se engana, pois Coco Chanel literalmente revolucionou gestos e criou atitudes que até hoje são consideradas por toda a sociedade .

Veja o trailer:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Inspiração Somali

Há exatamente 5 anos uma matéria na revista Seleções me chamou a atenção. Não consigo me lembrar com todos os detalhes que gostaria mas sei que tratava-se de uma entrevista com a modelo somali Waris Dirie, que descrevia sua experiência de vida nada fácil, como foi  nascer em uma família nômade no deserto da Somália e ter que sofrer com seus costumes desde muito pequena.

Waris Dirie

Waris Dirie

Aos três anos Waris foi sujeita a um ato brutal e cultural, o ato da circuncisão  feminina (conhecida pela ONU como mutilação genital), no meio do deserto da Somália sem nenhuma anestesia, como era de costume em sua vila. A mutilação consiste em amputar o clitóris da mulher de modo que esta não possa sentir prazer durante o sexo. Além dela, a irmã de Waris passou pela mesma situação, tentou fugir de tanta dor, mas não suportou e perdeu sua vida por hemorragia. Quando completou treze anos, a pequena Waris foi prometida pelo seu pai a um homem de sessenta anos de idade. Um ato “comum” de sobrevivência para os nômades somalis, que nesse caso a filha foi trocada por 5 camelos.

Extremamente comovida com a situação, a mãe de Waris encorajou a filha que fugisse na calada da noite, pois não queria que ela tivesse uma vida tão sofrida como a dela. Então a garota fugiu pelo deserto somali com muita sede e fome em busca de uma chance de viver melhor, mesmo que tivesse que enfrentam todos seus medos durante essa fuga.

Um dos momentos marcantes dessa história enquanto ela fugiu pelo deserto, foi quando a garota extremamente fraca dormia em baixo de uma árvore seca e acordou com duas leoas a cheirando e provavelmente famintas, mas que por algum milagre não acharam interessante  devorar algo tão magro e sem vida. Depois de muita luta ela conseguiu chegar à capital Mogadíscio, e lá, se juntou aos familiares que a levaram para trabalhar na Embaixada Somali de Londres, onde por algum momento inesperados da vida foi descoberta pelo famoso fotógrafo Timothy Spall, que se encantou com a beleza da jovem e futuramente a deixaria conhecida mundialmente como uma grande modelo e ativista.

Hoje Waris é autora de quatro livros autobiográficos e dedica seu tempo e força como embaixadora da ONU para campanhas contra a mutilação genital feminina pelo mundo. A modelo e a Organização das Nações Unidas criaram uma Fundação que leva o seu nome www.waris-dirie-foundation.com.

banner1banner4banner6

Me lembrei desse fato, da história da modelo e ativista somali Waris Dirie porque como amante de documentários que sou, estava perambulando por alguns blogs e descobri que em 2009 será lançado o filme Desert Flower (Flor do Deserto), baseado no best-seller escrito por Waris. Essa informação me despertou a vontade de mostrar às pessoas a importância de conhecer muito mais do que a nossa vida possa chegar, independente de quem ou de onde. Todos precisam saber.

Fotos do filme Desert Flower:

1

Representação de Waris no deserto da Somália em sua vila,

3

com o homem de 60 anos designado como seu marido, que a comprou por 5 camelos

2

e como modelo nos anos 90.

Trailer legendado:

Considerações e reações:
Me lembro bem da minha revolta com aquele tipo de cultura que lia na revista, não acreditava, não achava certo, mas permanecia perplexo e rico, rico por aceitar que essa informação tivesse chegado até mim, pois foi crucial na minha vida. Me emocionei e fiquei estático diante daquele mundo que lia e não tinha o menor conhecimento. Foi o momento em que percebi o meu interesse em culturas extremas. Saber que há milhares de culturas ao redor do mundo e que mesmo assim continuamos nos prendendo ao nosso “imenso” espaço.

O despertar da matéria da “pequena” revista Seleções foi primordial para tomar a decisão que tomei na minha vida, de me tornar um comunicólogo.  Consigo ver que esse é o meu caminho e que assuntos como esses que li há 5 anos irão se repetir de diferentes maneiras, mas, que espero ter o prazer de um dia participar e ser a ponte dessas histórias para transpor qualquer barreira que limite as pessoas de conhecer o desconhecido e manter seu crescimento social e respeito alheio.

Saiba mais:

Mutilação Genital Feminina: http://tinyurl.com/d5oudg / http://tinyurl.com/25twnxh

Waris Dirie: http://tinyurl.com/2a8kaqx


Texto por Fernando Lima

Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.